Blog Granraiz

Como saber se uma cachaça é boa?

Descubra o que faz uma cachaça ser considerada boa e como avaliá-la

Você sabe o que levar em consideração na hora de comprar uma cachaça? A bebida, feita a partir do mosto fermentado do caldo de cana-de-açúcar, só pode ser denominada cachaça se for produzida no Brasil, com graduação alcoólica de 38 a 48 por cento em volume, a 20 graus Celsius, porém diante de tantos rótulos, como identificar uma boa cachaça?

Inicialmente, de forma técnica para reconhecer uma cachaça, é primordial que saiba ler o rótulo da garrafa, para verificar se o fabricante está cumprindo as exigências do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA.

Todas as informações sobre a cachaça devem estar no rótulo

A legislação brasileira exige que o rótulo contenha todas as informações sobre o produto, dentre elas a marca comercial, a tipificação, o nome do produtor ou fabricante e o endereço do estabelecimento de industrialização ou de importação. Também deve conter o número do registro do produto no MAPA, a descrição dos ingredientes utilizados, assim como o armazenamento, a graduação alcoólica, volumetria, prazo de validade, que no caso de destilados é indeterminada e as frases exigidas pelos Órgãos oficiais.

No Brasil, há mais de 3.600 cachaças registradas, então a partir do momento em que você sabe ler o rótulo e conferir se todas as informações citadas estão inseridas nele, é possível filtrar os que seguem ou não a legislação.

Selecionou alguns rótulos, mas ainda não tem certeza se é a melhor opção para levar para casa? Analise o líquido na garrafa. A bebida deve estar límpida e predominantemente amarelada se armazenada em madeira ou transparente se armazenada em inox ou madeiras neutras.

Você sabe os tipos existentes de cachaça?

Desvendando a cachaça

Você já sabe o que é preciso para o destilado ser considerado uma cachaça e como identificar um rótulo que comprova tecnicamente a qualidade da bebida. Agora você vai saber desvendar os tipos de cachaça.

A cachaça obedece uma legislação que atesta a qualidade mínima exigida para a autorização de sua comercialização. Essa legislação segue padrões que avaliam a composição química do produto.

A verdadeira cachaça só existe no Brasil

Quando a cachaça é armazenada em recipientes de madeira que não agregam cor ou em reservatórios de aço inox, que mantém o aroma e sabor mais próximos da cana-de-açúcar, ela é considerada tipo prata, clássica ou tradicional. 

Por sua vez, a cachaça que apresenta coloração amarelada varia conforme a madeira que é utilizada para o armazenamento

Além dessas tipologias, a regulamentação brasileira apresenta as definições de “Cachaça Envelhecida”, “Cachaça Premium” e “Cachaça Extra-Premium”, que devem estar estampados no rótulo da garrafa. 

A cachaça envelhecida, para ser definida assim, precisa ser produzida com no mínimo 50% de cachaça ou aguardente de cana envelhecida em recipiente de madeira apropriado, com capacidade máxima de 700 litros, por um período que não seja inferior a 1 ano. 

Já a premium necessita ter 100% de cachaça ou aguardente de cana nas mesmas condições. A extra-premium deve ser envelhecida por pelo menos 3 anos para receber esta definição estabelecida por lei.

Se a garrafa não tiver nenhuma dessas definições no rótulo, é porque a cachaça não se enquadra nelas e é denominada armazenada ou seja, deve ficar no mínimo 6 meses dentro de barris de inox ou de madeira antes de ser engarrafada. A legislação solicita que a data inicial para informar a tipificação é a que foi efetivamente dada como registro de entrada no processo de envelhecimento. Existem bebidas destiladas que estão a anos armazenadas porém, não podem ser classificadas como a tipificação acima devido ao protocolo de entrada no MAPA.

Atenção apreciador! Assim como não devemos classificar uma boa cachaça somente pelo seu preço, a bebida não deve ser comparada pela sua tipologia, pois são inúmeros contextos que dizem as suas características. 

Uma cachaça envelhecida pode ser considerada mais atraente para alguns paladares e nem tanto para outros, mas para saber como escolher a sua preferência, você deve continuar lendo nosso texto abaixo.

Descobrindo uma boa cachaça

Um verdadeiro apreciador de cachaça reconhece uma boa bebida após fazer à análise sensorial. A qualidade do destilado é o que preconiza uma boa experiência e a seguir tendemos a identificar pela avaliação a melhor cachaça para compartilhar com os amigos e familiares.

  • Avaliar o registro

Uma cachaça de qualidade possui o Registro do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que regula as empresas do ramo e registros de estabelecimento e produto no Brasil;

  • Avaliar a limpidez

A cachaça não pode ter impurezas ou partículas em seu líquido. Antes de comprar a bebida, analise a garrafa para ver se o líquido está límpido. Toda cachaça deve passar por processo de filtragem.

Agite o copo ou taça e observe a lágrima escorrer
  • Avaliar a oleosidade

O “choro da cachaça” se observa quando a bebida for servida, girando o copo ou taça e observe a forma que o líquido escorre. Uma boa cachaça possui certa oleosidade, o que faz com que as “lágrimas” escorram pela parede do copo ou taça. Teoricamente, se escorrer rapidamente, pode significar que possui uma graduação alcoólica baixa e se a “lágrima” demorar muito para escorrer, pode significar que a bebida tem uma graduação alcoólica alta.

  • Avaliar os aromas

Uma boa cachaça não possui um forte cheiro de álcool e tendencialmente nem causa ardor nas suas narinas. Você irá sentir o aroma da cana-de-açúcar, se for uma cachaça clássica, ou perfumes característicos com toque doce, frutado, amendoado, tabaco, entre outros, se for uma cachaça armazenada em madeira.

  • Avaliar a degustação

Para perceber as características da bebida, evite beber a cachaça como se fosse um shot (de forma rápida e um só gole). Dê um pequeno gole e saboreie o momento, deixando o liquido na boca por alguns segundos entrando em contato com a saliva. Em geral uma cachaça boa não desce queimando, ela é saborosa, com toque aveludado. 

Aprecie a cachaça com moderação e torne-se um degustador da bebida. Com o tempo, você virará um especialista desta água da vida.

Para apreciar

Para ter a oportunidade de experimentar uma excelente cachaça, sugerimos quatro rótulos GRANRAIZ:

– GRANRAIZ Signature CARVALHO: Um destilado de sabor e aroma encorpado. Pode ser harmonizado com petiscos e alimentos como carne vermelha, embutidos e queijos.

– GRANRAIZ Signature UMBURANA: Este destilado é para quem prefere uma cachaça mais suave, leve e aromática. Se você desejar harmonizar com alimentos, recomendamos os frutos do mar e sobremesas.

– GRZ Soul: sinta o prazer de um destilado clássico e encorpado. Além de pura, essa cachaça pode ser apreciada em drinks, como nossa tão famosa caipirinha.

– GRZ Celebrate: um blend que harmoniza a cachaça clássica com as de barris de umburana e carvalho. Ótima opção para quem gosta de drinks frutados ou com especiarias.

Referências de sites

Comentários